Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



13 anos de gente

14.06.17

O puto cá de casa faz 13 anos! Treze anos de gente. Por mais que seja um cliché ou um lugar comum, a pergunta que se coloca é mesmo: como é que isto aconteceu tão depressa? Ainda assim mais tenho sempre a sensação que com a mais velha é pior, passa ainda mais depressa. Não passa, eu sei, mas parece.

Faz 13 anos o puto mais irrequieto, que tanto trabalho e preocupações me dá por isso mesmo. Se por um lado é irrequieto, por outro é de uma sensibilidade fora do comum para os seus treze anos. Um doce de menino. Sem quaisquer embaraço ou pudor de manifestar os seus afetos comigo mesmo em frente ao portão da escola (ainda, mas parece-me que não mudará, a ver vamos). Gosto da sua maneira de dizer que me ama. Amigo do seu amigo, mas a família está no topo das suas prioridades e a irmã então, ai de quem se atreva a mexer com ela. Reguila quanto baste e nesta fase de pré adolescente refila só porque sim. 

Tenho medo de algum dia não estar à altura das suas expectativas. Preocupa-me o mundo à nossa volta nos dias de hoje, e o futuro assusta-me. Quero muito que ele seja feliz, acima de tudo na vida. 

PARABÉNS PUTO!!!

DSC00145.JPG

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:15

10 anos, o meu puto faz 10 anos. Como ele mesmo disse "estou muito crescido já mãe, já faço um década!" É verdade meu filho. Tão preocupada que ele estava, que não fizéssemos nada para comemorar o aniversário dele, por saber que a avó, a viver connosco, está muito doente. O pai parvo que é e por calhar num fim-de-semana do dele, tinha-lhe dito que se calhar não havia festa pois não podia. O teu aniversário será sempre motivo de comemoração meu filho, assim eu possa enfrentando quem for para tal.

Não tenho estado de todo no meu melhor com tanta coisa a acontecer ao mesmo tempo, o cancro da minha mãe e tudo o que isso implica, andamos sempre de um lado para o outro, como consequência trabalho até mais tarde frequentemente, durmo pouco, ando morta de cansaço e isso reflecte-se em tudo e os miúdos que são os últimos a ter culpa seja do que for acabam por levar por tabela, às vezes forte e feio.

Convidou três amiguinhos da escola para virem lanchar com ele e à noite juntámos-nos com a família Adams a jantar cá em casa, uma ajuda de um lado outra de outro, tudo se conseguiu. Decorei a sala à noite para quando ele acordasse de manhã ver, e a bicicleta que compramos entre todos (pais, tios e avós), só assim a poderia oferecer-lhe, coloquei dentro de casa com um laço gigante. Ficou tão feliz! Era uma coisa que ele queria tanto, a dele está mínima para o tamanho dele. Foi logo para o pátio andar com ela.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:15

8 anos

14.06.12

O puto cá de casa hoje faz anos, 8 anos. Está um crescido este filho, até custa a crer, 8 anos. É uma pequena peste, a minha peste pequena, como lhe costumo chamar, mas ainda assim um doce de menino. É hiperactivo, irriquieto, traquinas, etc., dá dores de cabeça até mais não, mas no fundo é um bom menino. Faz a cabeça em água à professora F. que tem sido uma santa com as suas doses industriais de paciência para os disparates dele durante as aulas, mas por outro lado, é um dos melhores alunos da turma. Ainda hoje quando fui à escola me disse que as notas dele este período são excepcionais.

A festa com os amigos que ele tanto me pediu, foi improvisada, pois o orçamento que anda na roda da alta competição, já deixou de fazer só ginástica. Falei com a professora, e fizémos a festa na escola, levei um bolo muito catita, cantámos todos os parabéns, tirámos fotos, bricámos e ele gostou muito. Mais logo há jantareco com a família, a Adams incluída (para mal dos meus pecados), e mais um bolinho, créditos ao pai aqui, para mais um Parabéns a você...

 

 

PARABÉNS puto reguila!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:53


Mais sobre mim

foto do autor


bertrand

Dia dos Namorados 2020 - Mrec

Instagram


2020 Reading Challenge

2020 Reading Challenge
Cátia has read 0 books toward her goal of 14 books.
hide




Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D



Comentários recentes