Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Este ano o meu aniversário foi diferente e passado longe do marido e da filha mais velha. Estava de férias com a cria mais nova, já que eles estavam os dois a trabalhar. A vida tem destas coisas e nem sempre tudo corre como planeamos. Aliás raramente corre como planeamos, o mais provável e sermos fintados e acontecer o que tiver de ser, mesmo o que menos esperamos. Já diz o nome deste blog, nada acontece por acaso.

Foram quarenta e seis voltas ao sol num local lindo e na companhia de amigos que são família. Regressei a casa no dia seguinte e à chegada tinha este bolinho catita para comemorar com o marido e a filha também. 

FFA00F09-1A3B-418B-AC94-5F1B6BD71FAF.jpeg

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:40

O destino principal das minhas férias foi Monsanto, em tempos conhecida como a aldeia mais portuguesa de Portugal. É uma das freguesias do município de Idanha-a-Nova e considerada uma das doze Aldeias Históricas de Portugal. Foi, dos vários locais que conheci, o mais bonito. Cada recanto um encanto, sentimos a história que envolve a aldeia. Do alto do castelo as paisagens são de cortar a respiração e vão a perder de vista até onde o olhar alcança. 

Ali podemos encontrar a casa Zeca Afonso, a casa Fernando Namora que ainda hoje pertence à família, a casa que foi do Curado Ribeiro, e tanto mais para descobrir. Fontes não faltam com água sempre fresca para estes dias de calor. À noite vimos estrelas num imenso céu, onde a poluição luminosa não existe. Vimos até uma lua vermelha incrível. 

Que privilégio puder estar estes dias por ali em casa de amigos, guias turísticos personalizados, conhecedores como ninguém deste local mágico. O descanso foi pouco porque há tanto para conhecer nesta zona, mas a cabeça espaireceu bastante e consegui não pensar em trabalho. Fizemos caminhadas imensas, comemos bem e bebemos ainda melhor. Também deu para piscinar numa aldeia ali perto, Salvador. O preço quase irrisório (€ 3,00/dia) com todas as comodidades e tudo sempre impecável.

Portugal é sem qualquer dúvida um País lindo com lugares absolutamente extraordinários. 

80E34B0E-A2CB-4E74-B9CC-0C385B5E5112.jpeg

C927787F-6EE6-4286-BF60-6955E239C01A.jpeg

1E12C605-BAFA-4CF0-9BA2-21D082539F37.jpeg

5A529A17-08E8-4129-9227-62AF3CFA5864.jpeg

B179B970-D483-46B7-84A0-8D2FC325F757.jpeg

2A45EB7D-B2BA-4742-BEE0-B2F7A51B2FDC.jpeg

A28B1C9B-1785-4F7C-AE62-F2A8854E73C9.jpeg

013D2F1B-B919-491F-8A32-30761AD48F86.jpeg

A547A7EA-0493-4950-BF11-66A15D09A29E.jpeg

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:17

Estive uma semana de férias. Infelizmente e por vicissitudes apenas uma semana. Este é o segundo ano consecutivo que assim é. E como eu estava a precisar de férias, de desligar completamente, sem pensar que é melhor dar um olhinho no email. Estava a dar em doida com o ritmo de trabalho dos últimos tempos, ao ponto de equacionar largar tudo e o que vier logo se vê. Diz o ditado que a sorte protege os audazes. Não consegui ser audaz assim, mas a vontade essa ainda não passou. A ver vamos o que me espera nos próximos tempos. 

O blog, esse e por consequência, esteve completamente ao abandono nos últimos meses. Em quase doze anos de blog nunca estive tanto tempo sem publicar nada. 

As férias foram excelentes, o descanso foi pouco, mas o que ganhei em conhecimento valeu pelo descanso que não tive. O destino foi a Beira Baixa, mais concretamente Monsanto, mas visitei muito mais ali à volta. Deu para conhecer, explorar, piscinar, conviver, comer e beber, tudo q.b. Foi uma semana com sabor a pouco mas muito muito boa.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:24

Lx Factory

26.08.20

No mesmo dia em que fomos ao miradouro das Amoreiras, e já que a visita acabou por ser um programa curto, aproveitámos para dar umas voltas por ruas e ruelas de Lisboa. E de repente sem estarmos a contar ou programar estávamos de frente para a entrada do Lx Factory. Também já lá queríamos ter ido, aproveitámos e visitámos. Ao contrário da minha expectativa, não gostei do espaço. Havia muita gente,  muitos carros, distanciamento social zero e controlo nenhum, fosse no espaço fosse nas lojas ou restaurantes. Vimos inclusivamente pessoas sem máscara. Aquilo não me agradou de todo. Até a livraria que eu tanto queria conhecer, de que tanto se fala e escreve deixou a desejar. Foi quase uma entrada por saída, com muita pena minha. Será o espaço imune ao vírus e à pandemia? É o que parece pelo que ali vi... 

Não deveria ser permitida a entrada de carros, pelo menos naquela entrada pequena. Porque não entrarem só pelo lado da Marginal? As ruas são estreitas, os passeios idem, acabamos a fugir dos carros encolhedo-nos como possível. Ainda por cima havia obras a decorrer nas ruas já de si estreitas. Acredito que o espaço tenha potencial, mas para mim foi uma desilusão. Não tenciono repetir tão cedo. Só os espaços de refeição me fizeram alguma cobiça, pois cheirava muitíssimo bem por todo o lado. Mas comer pó e cheiro a carros com a refeição, não é para mim, obrigada. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:30

Note to self

20.08.20

tumblr_5fd7b220608cba5cdace3a859f820af1_6f2ca891_5

Imagem Every Day is a New Day

O resumo dos últimos meses tem sido exactamente o oposto. Nem de propósito enquanto "passeava" neste blog, que adoro, dei de caras com este post. Caiu-me a ficha. Tenho mesmo de aprender a praticar este lema muito mais. Fica a dica quando estou a um dia das férias 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:54

Ontem vi no Jornal da Noite da SIC uma reportagem sobre um tema já muito falado e ainda mais a cada Verão. O abandono de animais nas férias. Fico sempre incrédula com a capacidade da maldade humana. Cá em casa, até este ano, nas férias, e sempre que não os podemos levar connosco, optamos pelo pet sitting. Felizmente tenho uma pessoa de extrema confiança e que adora bichos, principalmente os cá de casa, e que na nossa ausência vem até cá, dá-lhes de comer, passeia a cadela, e faz-lhes companhia durante um bocado, três vezes por dia.

No nosso caso, esta opção sai muito mais em conta do que os hoteis para animais, uma vez que por cá habitam um cão e dois gatos. Se é barato, não propriamente, ainda assim. Mas quem tem animais ou quer ter tem de pensar neste custo e na limitação que significa animais nas férias. Desde que me conheço como gente que tenho animais e nunca deixei de fazer férias por isso. Este ano a minha filha mais velha, que ficou por cá, pois já trabalha e não pode fazer férias connosco, ficou encarregue do pet sitting. Foi muito mais em conta, sem dúvida e eles ficaram bem mais contentes, mesmo sentindo a falta do resto da família. 

Também já contámos com a ajuda preciosa de uma amiga e vizinha que tomou conta da bicharada quando a pessoa a que recorro habitualmente não estava disponível. Uma mão lava a outra e também eu trato dos três gatos dela quando necessário. Assim será também daqui a umas semanas nas suas férias. 

Abandono, isso nunca. Infelizmente nunca a lei estará à altura para punir gente (que não é gente) e abandona os seus animais. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:17

Ontem tive um dia de férias (daqueles que não se conseguem gozar em devido tempo por excesso de trabalho e depois gozam-se quando dá, um de cada vez). Os horários são os mesmos, pois há miúdos para deixar na escola. Às oito e meia já estava de volta a casa e a tomar o pequeno almoço tranquilamente. Deu para fazer um bocadinho de tudo. Vi as notícias, vi as minhas séries, li o meu livro e ainda consegui ir dar uma voltinha aqui perto, para espreitar os estragos da tempestade. Aqui há beira rio foram bastantes, felizmente sem consequências de maior. 

E à tarde podia ter-me dado para pior, mas deu-me para passar a ferro como se não houvesse amanhã. Caramba, a quantidade de roupa que eu passei. Quando me dão estes repentes tenho de aproveitar, pois são raros e a roupa acaba por se acumular mais do que deveria. Salva a situação o meu marido que nas folgas dele vai passando também. Aliás passa muito mais do que eu. Eu tenho um grave problema, O-DEI-O roupa, mas odeio quase de morte. Do por para lavar, separar para colocar na máquina, por a máquina a lavar, estender (socorro...), apanhar e finalmente passar... odeio. Sempre que posso a roupa sai do estendal ou do secador o mais direita possível e dobro e arrumo. Não é o ideal, mas é o que temos. Odeio roupa. Não sei se já disse isto, mas odeio roupa. Lavo e limpo uma casa inteira as vezes que forem precisas, agora a roupa, senhores, a roupa é o meu martírio. 

IMG_1558.JPGMesmo com a odisseia da roupa, foi um dia bom. Gosto de dias produtivos, de chegar ao fim e pensar, hoje deu para tudo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:58

... mas é tão bom voltar. Gosto muito de ir de férias, que gosto, e se as férias este ano foram boas, aliás foram bem boas, mas gosto tanto de voltar ao conforto da minha casa. Da minha casa, das minhas coisas, do meu ambiente. Adoro a minha casinha. Adoro aquela sensação de entrar em casa ao fim de uns dias fora, reconhecer cada canto, cada cheiro, cada pormenor, o conforto que me trás é inigualável.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:36

Depois de três dias entre serras e paisagens deslumbrantes, pela zona centro do País, no dia de regresso planeámos ir a Coimbra, afinal ali bem perto. Planeámos e fizemos. E valeu tanto a pena. Tenho uma vaga ideia de em miúda (adolescente talvez) ter ido a Coimbra e depois há alguns anos com uma pessoa que me é muito querida, aquando da sua cirurgia ocular lá no Hospital, onde se fez tudo menos conhecer a cidade. Portanto foi quase como uma nova cidade. Gostei tanto de Coimbra, quero muito voltar com mais tempo e ver muito mais do que vi, porque meia dúzia de horas são de facto muito pouco. A cidade encanta e não só na hora da despedida. Visitámos o Mosteiro de Santa Clara-a-Nova, percorremos ruas e ruelas, subimos (muito) a Couraça da Estrela e a de Lisboa, vimos a Universidade, fomos ao Largo da Sé Nova e da Velha também, descemos a Rua do Quebra-Costas (adorei o nome tão propositado), passámos na Rua da Louca (eu, portanto), adorei. As fachadas dos edifícios são lindas, cada detalhe, cada pormenor. Ficou tanto, mas tanto por ver. Quem sabe até numa outra altura com estudantes por lá, cantando e rindo, afinal são do mais típico da cidade, não fosse Coimbra a verdadeira cidade universitária. Uma coisa é certa, quero muito voltar. 

IMG_0824.JPG

IMG_0831.JPG

IMG_0842.JPG

IMG_0846.JPG

IMG_0861.jpg

IMG_0867.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:59

Depois dos dias passados na zona centro (tema sobre o qual ainda me falta escrever), rumámos até terras algarvias. Hoje fomos a banhos e que boa que estava a água, que temperatura boa. As saudades que eu tinha de tomar banho na praia sem quase morrer de hipotermia. As saudades que eu tinha de uma praia assim. Foi uma tarde de praia muito boa, estava era muito vento o que foi pena. Podia ter sido um dia excelente.

IMG_0895.JPG

IMG_0898.JPG

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:01


Mais sobre mim

foto do autor


bertrand


Instagram


2021 Reading Challenge

2021 Reading Challenge
Cátia has read 1 book toward her goal of 12 books.
hide




Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D



Comentários recentes