Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Enquanto decorria a nossa (interminável no meu ver) espera sobre a colocação ou não do implante da Bárbara, vi um bebé de apenas quinze dias, entrar para o bloco operatório. Coitadinho, era tão pequenino e com tão pouco tempo de vida esta era já a segunda cirurgia a que era submetido. Nasceu com uma malformação, felizmente possível de corrigir. E o ar de desespero daqueles pais? Deu dó de ver, fartaram-se de chorar.

Dói sempre tanto sabermos os nossos meninos com situações complicadas, eu já vou na 3ª volta (leia-se cirurgia) e o medo, a ansiedade, a angústia não mudam nada. A forma de reagir e enfrentar a situação, essa sim, sem dúvida.

Tive uma vontade imensa de abordar aqueles pais, sossegá-los talvez com um pouco da minha história, mas também sei que com o mal dos outros podemos nós bem, e eles com toda a certeza, só queriam que aquele não fosse o seu bebé, numa dor tão só deles mesmos.

Soube depois que a cirurgia correu muito bem e o bebé ficará bem também.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:17

Às vezes penso "as coisas que me acontecem não acontecem a mais ninguém, só pode". O passado dia 18 de Junho era dia de decisão cirúrgica com uma determinada doutora xpto, da empresa com que o Hospital de Santa Maria tem parceria para colocação de implantes auditivos, para se decidir qual o implante mais adequado para solucionar a surdez da Bárbara. Lá fomos nós, mãe, Bárbara e pai, sem hora marcada e sem previsão de tempo de espera, era o que fosse preciso. Ora e o que é que aconteceu? A dita doutora, que entretanto soube que se chama Eulália, vinha de Madrid, uma vez que a representação da Cochlear passou a ser Ibérica e sediada lá (tal como tantas outras empresas, maldita crise), mas não veio. Houve um qualquer problema no aeroporto e a senhora não conseguiu embarcar. Ficou tudo em suspenso. Não houve decisão alguma. Já se esperava a visita desta senhora desde Abril, mas como tinha estado doente, etc.., esta já só vinha em Junho e azar dos azares não veio. A ajudar a este tão bom panorama, o HSM, que está entalado de dívidas até mais não, neste momento não está a aprovar qualquer cirurgia, muito menos os implantes que são caríssimos (estamos a falar de largos milhares de euros). Isto soubemos pela assistente social do hospital, com quem falámos entretanto, pois faz parte do processo também, uma vez que a cirurgia é suportada pelo hospital, tem de ser avaliada a situação familiar. Outra coisa que se conseguiu adiantar foi que falamos com a terapeuta da fala, pois isto tudo implica a Bárbara aprender a ouvir novamente.

Depois da expectativa veio o balde de água fria, restou-nos esperar que a decisão se tomasse e que o hospital libertasse as verbas para a cirurgia, o que aconteceu, pois de tão grave ser a surdez, a Bárbara passou a ser prioridade e passou para a frente da lista de espera.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:17

Gato Afonso

31.05.12

O gato Afonso, que é zarolho, esta semana teve de fazer uma cirurgia por causa do olha que não tem, que desde há umas semanas estava a deitar pus e nem com antibiótico a coisa se resolveu. Ficou tão infeliz o gato Afonso, coitadinho. Quando veio para casa, ainda com algum efeito da anestesia, nem se conseguia por em pé, caía para o lado, quando se sentava caía para trás, tropeçava, etc.. O colar é o grande desespero dele pois não consegue comer, vai contra as coisas, resumindo está tinóni. A boa notícia é que a cirurgia foi bem sucedida e em princípio não voltaremos a ter chatice dali.

São dez dias até tirar os pontos, e palpita-me que serão dez longos dias, que ele não atina com o colar nem por nada. Hoje, 3º dia, tive de o tirar para ele conseguir comer e beber água, enquanto fiquei de vigia para que ele não fizesse nenhum disparate.

 

 

A cirurgia foi feita na clínica do SOS Animal, a quem eu confio a bicharada cá de casa sem qualquer hesitação. Não tivesse sido também lá no SOS que eu os adoptei a todos. A eles por tudo um imenso bem hajam, e à minha querida L. não tenho palavras para te agradecer, um imenso bem hajas também, a ti e a eese teu coração do tamanho do mundo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:28


Mais sobre mim

foto do autor


bertrand


Instagram


2021 Reading Challenge

2021 Reading Challenge
Cátia has read 1 book toward her goal of 12 books.
hide




Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D



Comentários recentes