Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Assumo que sou uma esquisitinha no que toca a livros. Eu explico: gosto muito de ler, mas gosto que os livros sejam meus. Aquela questão dos livros requisitados numa qualquer biblioteca e manuseados por desconhecidos, complica-me um bocadinho as ideias. Uma mania como outra qualquer se calhar. E depois outra mania que tenho é a de que livros os são para ser vividos e não apenas lidos. Adoro assinalar passagens, fazer apontamentos e sinalefas na berma das páginas, deixar-lhes marcas muito minhas e isso só posso fazer em livros meus. 

Infelizmente os livros não são nada baratos e há tantos, mas tantos que quero ler, impossível comprar todos. Para colmatar esse senão há sempre o recurso a empréstimo, seja numa biblioteca ou no meu caso na Sala de Leitura do CCB. É um privilégio poder recorrer a esta última, que fica mesmo a jeito, não trabalhasse eu na dita instituição. Ainda por cima vejo os livros chegar em primeira mão, pois as compras são realizadas pelo departamento onde trabalho. Confesso que não tiro o devido partido de ter a Sala de Leitura mesmo ali.

Para quem não sabe, fica a dica. No Centro Cultural de Belém existe uma Sala de Leitura, onde tal como numa biblioteca, se pode estudar, consultar ou requisitar livros de todos os temas. Podem também ler-se os jornais diários e semanais. É só escolher. Para acesso à Sala e para poder requisitar livros é feita uma inscrição simples e gratuita na qual é atribuído um cartão de leitor. 

Vale muito a pena conhecer um bocadinho mais. É só espreitar aqui.

Esta é a minha leitura do momento requisitada lá:

IMG_3769.JPGIMG_3770.JPG

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:22

Faz hoje 25 anos que trabalho no Centro Cultural de Belém, vulgo CCB. É mais que a idade de alguns colegas que lá trabalham. É uma vida. Uma vida que foi comemorada numa surpresa muito boa. Nem de perto na minha desconfiança achei que seria tão bom festejar com as minhas pessoas de todos os dias. Foi muito bom sentir o carinho e ouvir as palavras da minha chefe, a grande promotora da festa. Ela sabe que eu não estava com muita vontade de comemorar, não pelas pessoas, mas pela instituição que não se tem portado por aí além para comigo. Mas isso agora não interessa nada. A verdade é que foi sentida a festa que me fizeram e me emocionei com tantas pessoas que festejaram comigo. Vinte e cinco anos são mais de metade da minha vida. É muito ano, são muitas aventuras e desventuras, são muitos desafios e desvarios também. Ali cresci e aprendi muito profissional e pessoalmente. É o sítio que acompanhou a história da minha vida.

E amei a minha pequena grande lembrança, um pedacinho de CCB que virou um "despeja bolsos" graças aos colegas da manutenção que conseguir executar uma ideia tão original.

IMG_3469.JPG

IMG_3470.JPG

IMG_3471.JPG

IMG_3472.JPG

IMG_3473.JPG

IMG_3433.JPG

IMG_3435.JPG

P. S. - O que eu precisava, por estes dias, desta boa energia.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:30

Este ano pela segunda vez desde que estou no meu trabalho, e já lá vão mais de vinte anos, não fui trabalhar nos Dias da Música em Belém (a outra foi por causa de uma gravidez de risco). O cansaço falou mais alto, resultado de tantas horas e tanto stress em que tabalho ultimamente. E que bem que me soube não trabalhar este fim-de-semana. Não deixei de ir, mas fui apenas como espectadora. Vi cinco concertos e muito bons, passeei pelo mercado CCB (onde comprei um saco tãooooo giro), pelo CCB, vi actividades livres, estive à conversa com quem trabalhava, etc. Quando estou a trabalhar não consigo ir aos concertos, este ano deu para tudo. 

IMG_0210.JPG

IMG_0211.JPG

IMG_0216.JPG 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:58

No meu trabalho há malta assim meio para o avariada das ideias (no bom sentido) e que se lembrou, já que a Selecção vai passar por aqui, vamos lá mostrar-lhes o nosso apoio também. Temos bandeiras, haja vontade. Ora, claro está que malta meio louca (eu incluída) achou uma bela ideia e lá nos juntámos no terraço que dá para a Avenida da Índia. Calhou mesmo bem, foi durante a nossa hora de almoço. Tal como se viu por essa Lisboa fora, foi a loucura. O autocarro atrasou e parecia que nunca mais passava, mas nós não nos importámos. Gritámos, acenámos, cantámos, fotografámos, e tudo e tudo e tudo. Das autoridades aos transeuntes, passando pelos carros, comboios e camiões, por todo o lado estavam connosco nesta aventura, apitavam, acenavam sem parar. Acima de tudo divertimos-nos. Que privilégio trabalhar num sítio assim. Fica o registo.DSC_0753.jpg

(foto Diogo Nunes)

673.JPG

 (foto minha) 

DSC_0766.jpg

 (foto Diogo Nunes)

 E alguém dentro do autocarro também nos fotografou: 

Apoio Selecção.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:38

Ficou muito aquém do habitual no que toca a vendas de merchandising, que é o que me toca todos os anos. A conjectura do país associado ao facto de não haver produtos novos os para a edição deste ano e a má localização das vendas este ano, levaram a isso. Ainda assim houve público, embora em menor número que o habitual, mas é com imenso gosto que trabalho sempre nos Dias da Música. É tão bom ver gente e mais gente e a a circular por ali, e a variedade de público não pára de me surpreender. 

Enquanto houve menos trabalho para uns (nós "vendedeiros") houve mais para outros devido às características de alguns dos espectáculos. No meio de tudo divertimo-nos sempre bastante também. E ainda fui ver um dos espectáculos.

Para o ano há mais "Luzes, câmara, música!" este é o mote para a próxima edição dos DIAS DA MÚSICA EM BELÉM, que acontecerá a 24, 25 e 26 de Abril de 2015.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:57

Não estivesse eu a trabalhar este fim-de-semana e de certeza que dava um salto até ao evento Há Prova em Oeiras. Parece-me uma ideia excelente, a possibilidade de provar sabores gastronómicos que habitualmente não estão assim tão ao alcance de todas as bolsas. E com provas de vinhos também, e o que eu gostos de provas de vinhos. 

 (imagem http://www.cm-oeiras.pt)

 

Mas como disse este fim-de-semana estarei a trabalhar, realiza-se mais uma edição dos Dias da Música em Belém. É sempre aquele evento que trás casa cheia (ou quase), pelo menos há sempre um elevado número de pessoas a circular naquele imenso espaço que é o CCB. Para quem visita é sem dúvida uma forma diferente de cer o CCB. Serão mais de sessenta concertos em três dias e a preços bem mais acessíveis que habitualmente. Para além de espectáculos há também actividades diversas da Sala de Leitura (para os mais crescidos) à Fábricas das Artes para a criançada. Lá estarei.

(imagem www.ccb.pt)

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:32

20 Anos

28.03.14

Faz hoje 20 anos (glup…), 20 anos que trabalho no CCB. Como o tempo passa… se alguma vez, há vinte anos atrás, eu pensei que ainda hoje, vinte anos depois aqui estaria. Nem de perto nem de longe. E se em alguns aspectos da minha vida parece que foi ontem, por outro lado parece-me que foi há uma eternidade atrás. Era tão tenrinha, do alto dos meus dezoito aninhos, tinha tanto para aprender, era todo um novo mundo para descobrir, numa área que me era tão alheia, o mundo da cultura. Estávamos em plena Lisboa 94 - Capital Europeia da Cultura. As pessoas queriam vir ao CCB, eram filas e filas. Lisboa despertava para este mundo um bocadinho mais a sério, o espaço era novidade, era a notícia, a polémica do momento (ainda hoje de vez em quando vai sendo por este ou aquele motivo e quase sempre não o melhor).

Já vi muita gente chegar e partir, já vi muita coisa acontecer. Grandes espectáculos, grandes eventos, muitos disparates também. Já passei muitas coisas más, mas muitas boas também e estas foram sem dúvida mesmo boas. Para além das chatices também há privilégios (e dos mesmo bons), sem dúvida, diga-se a verdade. Posso dizer que ajudei um bocadinho esta casa a crescer, sinto-a um bocadinho minha também.

Já tive muito orgulho de aqui trabalhar, já gostei muito do meu trabalho e custa-me dizer que hoje já não é bem assim. Já aqui trabalhei muito e muitas horas por “amor à camisola”. Já aqui fiz de tudo um pouco.  Não me arrependo nada, pelo contrário, mas lamento o rumo que isto leva. Continuarei a trabalhar e a cumprir com as minhas obrigações com a competência que me é conhecida, faço o melhor que posso e sei, mas contente e cara alegre, isso já não consigo. E lamento isso também. Como disse hoje na mini festa que me fizeram (como fazem aqui na direcção onde trabalho, a todos os que completam 20 de casa) foram 20 anos que valeram pelas pessoas, pelas aprendizagens e vivências profissionais. Motivos para comemorar esta data são por isso mesmo, pelo trabalho como está actualmente não tanto, isso entristece-me.

Bem sei que há muita gente sem trabalho, aliás tenho um exemplar lá em casa, as coisas estão difíceis por todo lado, que devemos estar gratos por ter trabalho e um rendimento garantido ao fim do mês. E isso garantidamente eu estou e valorizo muito, por isso mesmo também me tenho aguentado por aqui.

Ainda assim parabéns a mim, porque 20 anos, são 20 anos e são mesmo muitos anos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:10

Ora pois que isto de trabalhar onde trabalho tem os seus privilégios, pois que tem. Um deles é assistirmos de "camarote" quando há eventos ali na zona. O Vodafone Rally de Portugal está na estrada e ontem foi dia da Super Especial de abertura, na Praça do Império. Estiveram instalados lá e todo aconteceu ali à volta do CCB. Valeu muito a pena e não foi bem de camarote mas sim da cobertura que vimos, não todo (com muita pena minha, afinal a malta estava a bulir), mas uma parte. A adrenalina, a emoção, o som dos motores dos carros, tudo é fascinante. Por estarmos na cobertura do edifício a perspectiva do circuito era fantástica. Fica o registo. Esperemos que para o ano haja mais.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:58

18 anos

27.03.12

Ora então e não é que já lá vão 18 anos?? É mesmo verdade, foi há 18 anos que vim para aqui trabalhar. Na altura também eu tinha 18 anos, vinha deslumbrada à descoberta de um novo mundo profissional, e com tanto, ou melhor quase tudo para aprender. Decorria a Lisboa 94 Capital Europeia da Cultura, tudo era um frenesim, tudo era novidade. Todos crescemos, pessoas e espaços. Muitas coisas boas, algumas menos boas também. Os momentos mais significativos da minha vida foram vividos aqui. E afinal 18 anos passaram tão depressa...

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:33

Mais um ano de stress e quase loucura no antes, no durante e no depois. Mais uma edição que passou com muito, muito trabalho e dedicação de todos. O resultado embora não tão bom como nas edições anteriores, resultado desta maldita crise (já não posso ouvir falar e o pior ainda está para vir, adiante), mas ainda assim um sucesso. É bom ver um Centro Cultural de Belém cheio de gente por todos os espaços, inúmeras iniciativas, com as salas de espectáculo quase cheias e tudo e tudo e tudo. Para quem ali trabalha um ano inteiro, esta altura é de facto diferente, quase todos trabalhamos em tarefas totalmente diferentes do que fazemos o resto do ano, o espaço deixa de parecer a imensidão que de facto é, até a disposição é outra.

Disposição essa que este ano esteve "assombrada", durante os Dias da Música, pela doença e na recta final pela morte. E nós todos ali, sem puder deixar transparecer que estavamos de facto muito preocupados no durante, e com uma tristeza imensa no final.

 

Para o ano há mais "A voz Humana" será o tema e acontecerá dias 27 a 28 de Abril.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:58


Mais sobre mim

foto do autor


bertrand


Instagram


2021 Reading Challenge

2021 Reading Challenge
Cátia has read 1 book toward her goal of 12 books.
hide




Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D



Comentários recentes