Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Hoje o blog fez 10 anos, marco que não podia deixar de assinalar, afinal não é tão pouco tempo assim e serão poucos os blogs que perduram tanto tempo. A surpresa foi ver o este post em destaque no sapo blogs e ainda tive direito a um post dedicado pelo blog A Morada dos Dias de João Ferreira Dias. Fiquei ainda mais vaidosa deste meu cantinho. Ainda tive imensos comentários e as visitas e visualizações dispararam. Estou de coração cheio neste dia.

Destaque_2 25-09-2019.JPG

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:20

10 anos de blog

25.09.19

decimo-aniversario-com-fogos-de-artificio_23-21475

Diz o calendário e o arquivo do blog também, que este blog faz hoje dez anos. Assim de repente, e como se de um filho se tratasse, como é que isto aconteceu tão depressa? Lembro-me bem do meu primeiro post e da alegria que senti ao publica-lo. A minha vida tinha levado uma reviravolta tremenda há pouco tempo. E o que a minha vida voltou a mudar (ou as volta que a vida deu) nestes dez anos? Nada está como há dez anos, ou melhor, mantenho o mesmo trabalho, isso está igual. 

Por norma não releio o que escrevi, só por estes dias reli alguns posts mais antigos. Nunca eliminei ou sequer alterei posts escritos e publicados. Fazem parte de mim e da minha história, se em devido tempo fizeram sentido, são para ficar. A vida é assim também, não se apaga nem faz edita. É o que é. Este blog é um registo da minha vida que prezo muito. Já recorri algumas vezes ao arquivo para me recordar de uma ou outra situação. A minha memória já não é o que era. Se algum dia "desmemoriar" (não sei se esta palavra existe) este registo estará cá para me lembrar quem sou e quem um dia fui, do que em tempos senti, pensei e pelo que passei. 

Alturas houve que pensei em desistir, mas acabei sempre por voltar. O blog cresceu, já foi destacado muitas vezes e sinto sempre orgulho quando isso acontece. Gosto de ser de ver o blog em destaque e gosto de ler outros destaques. Assim descobri muitos blogs que fazem hoje parte das minhas leituras diárias. E que bom é fazer parte desta família do sapo blogs. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:30

E vão 44!

29.07.19

Ora então dizem as más-línguas e o meu cartão de cidadão também que no ido ano de 1975 neste dia nascia uma pequena lontra, foca vá, com 4,600 kg. Euzinha, há pois é. Quarenta e quatro, caramba. Isto custa um bocadinho, nada que me apoquente ou tire o sono, mas quarenta e quatro já é qualquer coisa. Mais de meia vida pelo menos. 

Sei que estou distante daquilo que algum dia pensei que seria a minha vida a esta altura do campeonato, mas tenho uma boa vida no geral e isso é bom. Tenho dois filhos incríveis, com os seus senãos (tudo normal portanto), vou num segundo casamento, tenho um bom trabalho, vivo num local que gosto muito e a vida vai correndo. 

Já enfrentei coisas muito duras que me fizeram fortalecer e hoje sei que sou uma mulher do caraças, desculpem a falta de modéstia. O que lá vai lá vai e também sei que aproveito e valorizo o que a vida me dá, por isso mesmo. Cumpri objectivos e quero cumprir ainda mais, também falhei alguns diz que faz parte desta coisa de viver. 

Este ano pela primeira vez, desde que me lembro, estou de férias ainda por cima numa ilha, tudo novidade. Planos para o dia, pé na areia, sol e mais sol e banhos de mar até cansar. 

Tudo o que mais desejo é que seja um dia bom. Venham lá esses 44 que eu não tenho medo de ninguém 😉.

 

P.S. Desculpem qualquer coisinha, mas o editor dos blogs no telemóvel não é grande coisa.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:29

06B19F01-1F47-403F-A8B4-5DAD38221451.jpeg

Faz hoje 19 anos esta miúda gira. Faz hoje 19 anos que eu nascia também, no novo e até hoje mais importante e desafiante papel da minha vida, ser mãe.

Parabéns 🎉🎊🎈🍾 !!! Até ao infinito e mais além 🚀 🥰❤️❤️❤️

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:00

Pequena Flor de sua tia fez um ano ontem. Questões de logística e distância não nos permitem festejar em família, com muita pena minha, mas haverá festa isso é certo, quando se reunirem as condições necessárias. Eu que continuo doente e afónica fiz uma esforço imenso para falar com todos, mas não podia deixar passar estada data.

Está uma despachada, não se cala, não fica quieta e é teimosinha como ela só. Tudo normal portanto :). 

04955dd0-a6a8-4154-81b1-53d689e51f8b.jpg

Parabéns à pequena Flor  e à minha irmã e marido! Família linda a que constroem a cada dia.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:39

Bodas de madeira

15.09.17

E vão cinco...kit-5-anos-casados-digital-celebrar-2.jpg

Dai-me paciência senhores... paciência e um paninho para a embrulhar... ;)

Diz que aos cinco anos de casados se comemoram as bodas de madeira. Gosto da ideia, madeira é sinónimo de robustez. Diz que que se comemora os cinco anos de uma relação forte e resistente, assim como a madeira, mas sujeito à ação de fatores externos. Diz que o quinto aniversário pode ser considerado um marco na vida do casal, pois a relação torna-se sólida e é sinal de crescimento em conjunto.

De uma coisa eu sei, fácil não é. Poderia até ser, mas não era a mesma coisa.

Parabéns a nós!

IMG_2004-cópia.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:49

A minha menina mulher faz dezassete anos! Caramba, dezassete, custa-me a crer, mas é um facto. 

Foi um ano e tanto. O que esta filha cresceu, amadureceu e ganhou estaleca para o que está para vir. A transição para o ensino profissional, que ao início tanto me preocupava, afinal foi uma decisão mais que acertada, que só pecou por tardia. Foi um ano difícil, mas ao mesmo tempo tão bom. Foi um ano de amor e desamor, de novas pessoas e novas amizades, novas realidades também. Ganhaste confiança, responsabilidade, auto estima, tornaste-te tão mais independente. Que orgulho! 

És uma adolescente fora de série, a tua vida nunca foi de facilidades feita, mas nem por isso tens as tolices parvas de outros adolescentes. O mais difícil é mesmo o relacionamento com o teu irmão, mas é recíproco que ele também é bem torto quando quer. E os nervos que isso me dá, senhores, só me apetece espancá-los aos dois.

Na música é fã confessa de David Carreira, Harry Stiles e Shawn Mendes. Se por um lado gosta de ler Nicholas Sparks, por outro adorou o Diário de Anne Frank e lê Isabel Allende.

Muitas vezes tenho receio de não estar à altura das suas expectativas, de não ser a melhor mãe, mas por ela movo montanhas se preciso for. Há um ano escrevi este texto, é como se fosse hoje.

Parabéns filha do meu coração!!!! É uma idade linda, aproveita cada instante.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:02

13 anos de gente

14.06.17

O puto cá de casa faz 13 anos! Treze anos de gente. Por mais que seja um cliché ou um lugar comum, a pergunta que se coloca é mesmo: como é que isto aconteceu tão depressa? Ainda assim mais tenho sempre a sensação que com a mais velha é pior, passa ainda mais depressa. Não passa, eu sei, mas parece.

Faz 13 anos o puto mais irrequieto, que tanto trabalho e preocupações me dá por isso mesmo. Se por um lado é irrequieto, por outro é de uma sensibilidade fora do comum para os seus treze anos. Um doce de menino. Sem quaisquer embaraço ou pudor de manifestar os seus afetos comigo mesmo em frente ao portão da escola (ainda, mas parece-me que não mudará, a ver vamos). Gosto da sua maneira de dizer que me ama. Amigo do seu amigo, mas a família está no topo das suas prioridades e a irmã então, ai de quem se atreva a mexer com ela. Reguila quanto baste e nesta fase de pré adolescente refila só porque sim. 

Tenho medo de algum dia não estar à altura das suas expectativas. Preocupa-me o mundo à nossa volta nos dias de hoje, e o futuro assusta-me. Quero muito que ele seja feliz, acima de tudo na vida. 

PARABÉNS PUTO!!!

DSC00145.JPG

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:15

Cá estou chegada a mais um aniversário e já são 41. É uma chatice esta cena da idade não parar, ou então podia voltar para trás, tipo aos quarenta voltava para os trinta e nove, ou qualquer coisa do género (não querias mais nada...!)

Não me sinto sequer com quarenta, quanto mais quarenta e um, mas a realidade é que já cá cantam. Não tenho uma única ruga, nesse aspecto tenho até muito bom ar (modéstia à parte), atormentam-me as borbulhas, quase pareço ou pior ainda que a minha filha e as olheiras que teimam em não me largar, nem por nada, mesmo nos dias que durmo um pouco melhor, são mesmo o resultado de muito cansaço acumulado e desta pele cor de lula. Começo agora a ter uma marca de expressão entre as sobrancelhas, resultado provavelmente de muita preocupação e do ar sisudo que trago tantas vezes (raios partam o mau feitio). Da passagem do tempo noto os cabelos brancos, que já vão sendo bastantes, e a maior dificuldade em recuperar do cansaço de dias mais extenuantes, ou das noites mal dormidas. Não estou na minha melhor forma, peo contrário, deixei de correr por causa da anemia e não tive ainda coragem de voltar, estou com peso a mais e com puca vontade de lutar contra isso, mas tem de ser. Que seja um objectivo para os 41, a ver vamos.

Dou por mim a pensar no tempo que me resta para fazer algumas coisas que ainda não consegui e para ser o que quiser. Não que pense em loucuras tipo subir aos Himalaias ou uma travessia do deserto do Saara, longe disso. Preocupa-me pensar que o tempo que me resta é menor do que aquele que já passou, não pela ideia da proximidade da morte, mas sim da falta de tempo para cumprir objectivos. Gostava de ir a Paris e a Nova Iorque por exemplo. Gostava de ter tempo para ter tempo, quase utópico bem sei.

Do avançar da idade, gosto da serenidade que nos trás, gosto do saber dar valor a coisas que aos vinte achava uma tolice, coisas de gente grande. Gosto da capacidade de aprender com as adversidades e também com as coisas boas da vida e até as mais simples. E se a vida nos ensina senhores...! 

Os dois últimos anos não têm sido fáceis, muitos e maus acontecimentos, que deixam as suas marcas. Muitas horas de trabalho em detrimento da vida pessoal e as crianças e o marido ressentem-se disso, aliás, a vida familiar para ser mais precisa. Mas também tive coisas boas, neste último particularmente. Fiz por aproveitar da o mais que pude os momentos livres que tive. Dos acontecimentos que mais me marcaram, o curso de Língua Gestual Portuguesa que amei fazer e a que vou dar continuidade este ano lectivo. 

Diz a minha querida colega Cris e a sua numerologia, que vou entrar no ano pessoal 9. Diz que é um ano de "limpeza", entre o fim de um ciclo e o começo do próximo. Diz que é o momento de me livrar de tudo o que for desnecessário ou estiver gasto pelo uso; especialmente pessoas que não têm mais lugar na minha vida, e que este é o momento de concluir negócios inacabados, de chegar a conclusões, de amarrar pontas soltas e arrumar as coisas do passado. Oxalá que assim seja e que eu tenha o discernimento de cumprir este ano 9 da melhor forma. 

Não me apetecem grandes comemorações, quero apenas os meus bem perto de mim. Este ano quero estar com os meus filhos, que vão chegar das férias do pai, e estar mesmo ali com eles, sem confusão, sem aquela sensação de que não chego para as encomendas. Bastam-me eles e o marido, basta-me um jantar tranquilo, comidinha a pedido, sushi será, um rosé a acompanhar e estarei feliz. 

image.jpeg

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 01:13

Cansativo, mas muito bom. Nem o facto de me terem batido no carro de manhã me tirou a boa disposição. Só me atrapalhou os planos um bocadinho, porque me roubou quase duas horas de tempo que ontem era precioso.

Foi de aniversário da adolescente cá de casa, e tal como prometido o dia começou com uma ida à manicure com lugar a arranjar sobrancelhas também. Foi um momento tão nosso... E afinal 16 anos já merecem coisas destas, já é uma senhorinha. De caminho compramos a prenda de aniversário do A. e uns calções de banho para o mano, que estava bem a precisar e não se cansava de os pedir. De seguida e depois da peripécia da batida no carro, fomos comprar a prenda, um telemóvel novo escolhido por ela, para substituir o actual que já tem seis anos. Neste entretanto o tempo urgia, pois a tarde prometia agitação com o Manuel a ir à festa de anos do A. no Jardim Zoológico, a Bárbara a ir para o cinema com os amigos e a mãe (eu, portanto) a ter de ir ao supermercado no intervalo de uma coisa e outra, para o jantar em família cá em casa. Quem quer festa, sua-lhe a testa, diz o ditado, é mesmo isso. Gosto tanto de conseguir reunir a família do pai com a nossa nestas ocasiões. O tempo deu para tudo e correu tudo bem. Ao final do dia disse-me: Obrigada mãe, gostei tanto do meu dia de anos. A minha filha estava tão feliz, fiquei de coração cheio. Acabei o dia exausta, confesso, mas feliz também. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:38


Mais sobre mim

foto do autor


bertrand

Dia dos Namorados 2020 - Mrec

Instagram


2020 Reading Challenge

2020 Reading Challenge
Cátia has read 0 books toward her goal of 14 books.
hide




Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D



Comentários recentes