Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Ando com um nível de tolerância e paciência praticamente abaixo de zero. Ou seja nenhuma, nem eu me suporto. É mais forte que eu, não me consigo conter. Disparo para todos os lados à mínima coisa. Somado ao cansaço e consequente irritabilidade, ando impossível. Nem eu me suporto.

Eventuais causas: vá-se lá saber, ou melhor se calhar até sei, um acumular de situações que não matam mas moem. As muitas horas de trabalho diário (muito mais que o recomendável) e o nível constante de stress em essas horas se passam. A ajudar à festa a falta de sorte com as últimas três pessoas que passaram pelo gabinete onde trabalho, que se reflecte no todo que esse gabinete representa. Passo poucas horas úteis em casa e isso reflecte-se em toda a rotinas e vida familiar. Outro factor é sem dúvida o facto de quase nunca estar em casa ao mesmo tempo que o marido. Horários e folgas rotativas dão nisto, sendo que embora melhor agora os meses de Dezembro a Abril foram terríveis. Damos por nós a começar as conversas com - é verdade, ainda não te contei que...".

O ano lectivo dos miúdos também está a ser bem duro, um no sétimo ano, início de ciclo e as mudanças inerentes, e outro no décimo do ensino profissional, com uma carga horária upa upa puxadote. Tudo faz parte e os resultados não podiam ser melhores, mas a duras penas, fins-de-semana inteiros entre trabalhos e estudo.

Sinto-me esgotada, nos poucos momentos de sossego só me apetece "bezerrar" em frente à TV ou a ver séries ou filmes em atraso, ou por a leitura em dia.Mas depois sinto falta das actividades de exterior, é um ciclo vicioso. A perspectiva das férias não é a mais animadora, pois será mais um ano de desencontros com o marido, não chegaremos a ter 15 dias em comum. Ando esgotada ao ponto de querer dizer uma coisa e me faltarem as palavras, ou dizer coisas sem sentido quando sei o sentido do que quero dizer, sai disparate portanto. Esqueço-me mais de tudo e mais alguma coisa. E durmo pouco e mal.

É horrível esta sensação de não estar bem com nada mas também não se passar nada de especial. Tolice? Talvez. O cérebro prega-nos partidas, há que contrariar isto. Não é fácil.

Melhores dias virão, que isto não é tragédia e a vida é para ser vivida com tudo aquilo a que tenho direito.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:48



Mais sobre mim

foto do autor


bertrand


Instagram


2021 Reading Challenge

2021 Reading Challenge
Cátia has read 1 book toward her goal of 12 books.
hide




Arquivo

  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2022
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2021
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2020
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2019
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2018
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2017
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2016
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2015
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2014
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2013
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2012
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2011
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2010
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2009
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D



Comentários recentes