Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Pode revelar-se uma tarefa quase impossível. E ao mesmo tempo um teste à resistência e paciência do mais santo.

Uma tia do marido deu-nos um colchão e respectivo sommier. O colchão de muito melhor qualidade que o nosso e praticamente novo nós aproveitámos (ela teve de o substituir por dois individuais xpto, articulados, ortopédicos etc., depois de um acidente de carro que ela e o marido sofreram com ferimentos bastante graves). O sommier por sua vez não nos dava jeito nenhum e eu gosto muito da minha cama Ikea Malm. Se tivesse arrumação por baixo ainda teria pensado nisso, mas assim não. Resultado: fiquei com um colchão e um sommier ainda bons (para venda é que já não) que me custava deitar fora. Ainda estive vai não vai para ligar para a câmara para agendar a recolha, mas optei por procurar uma instituição que precisasse ou encaminhasse para quem precisasse de facto. Foi aqui que a coisa se complicou. Ligámos para vários locais, associações, centros sociais o que fosse. Ninguém queria ou não tinha como recolher ou então por ser de casal não dava. Ao fim de dois dias fomos contactados de volta por uma associação que estava a ajudar famílias a quem tinham sido entregues as últimas casas da CMO. Casa dão, mas as pessoas carenciadas que são algumas, não têm como mobilar as ditas casas. A coisa arrastou-se, voltei a ligar mais duas vezes e se estivesse à espera as coisas ainda estavam aqui em casa. Por coincidência, ou não (lá vem a questão de que Nada Acontece por Acaso), por esses dias quando fui a Algés ao banco, mesmo ao lado vimos uma loja da Associação Despertar (até foi a minha mãe que ficou no carro que reparou). Na montra informam que recolhem bens usados e em bom estado, lá fomos perguntar como funcionava, se estavam interessados e como faziam as recolhas. Veio mesmo a calhar. Utilizam o que faz falta, vendem o que não faz e utilizam as verbas para ajudar as pessoas através da associação. Gostei da ideia, e de toda a traquitana que tenha e não dê para venda, é onde farei chegar. Até aquele bibelot mais caricato e velh que alguma avó ou tia nos deu, ali pode ter utilidade. No dia seguinte vi finalmente as coisas tiradas de casa, estava a dar em louca, eu que tenho a mania das arrumações ter a casa atravancada com um colchão e um sommier encostados às parede do corredor.

Foi por muito pouco que as coisas não foram mesmo fora, mas ainda bem que esperei. Para venda não davam nem para mim nem para a associação, mas iriam ser entregues a uma família.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:00


1 comentário

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 21.07.2018 às 17:35

Obrigada. Esta informação foi preciosa

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


bertrand

Halloween 2020 | Livros de Arrepiar - MREC

Instagram


2020 Reading Challenge

2020 Reading Challenge
Cátia has read 0 books toward her goal of 14 books.
hide




Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D



Comentários recentes