Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Pois é, estou aos poucos a fazer um "detox" de redes sociais. A primeira vez que o fiz foi durante a peregrinação em Maio do ano passado. Nesses dias só consultava o telemóvel ao fim do dia para ligar para casa, para saber da família e de manhã para ver as mensagens de incentivo que duas colegas muitos especiais me mandavam bem cedo antes da caminhada começar. A segunda vez foi nas férias do verão passado em que dei muito mais valor ao descanso, à família, aos livros. Desta vez em concreto naquele afastamento do telemóvel e das redes sociais soube-me tão bem não me sentir "escrava" ou na obrigação de andar de telemóvel atrás, constantemente atenta a notificações. Este ano ainda não abri uma única vez o facebook, reduzi drasticamente o número de vezes que vou ao instagram e estou muito mais feliz com esta decisão. No facebook o que sinto mais falta é mesmo a actualização das notícias, pois segui muitos meios de comunicação de informação. O instagram que consultava quase de forma dependente, agora só visito ao final do dia e fiz uma selecção dos utilizadores que seguia. Ainda assim já me aconteceu estar dois dias sem consultar e não me afligiu nada, o que há uns meses era impossível. Tenho também registo no LinkedIn que quase não me lembro que existe e mais recentemente reactivei a minha conta no goodreads, pois vem ao encontro do meu objectivo de ler mais. Não tenho mais nenhuma rede social e não quero ter.

Em contrapartida estou muito mais ligada ao blog e sigo as leituras do sapo blogs quase como se de uma rede social se tratasse (será que não é?). É mesmo a minha preferida. Adoro estar mais perto e ir acompanhando a minha "família" sapo, interagindo, comentando e escrevendo mais. Ainda assim sem qualquer sentimento de obrigação. E é tão libertadora esta opção de me afastar mais das redes sociais. Num mundo de loucura tento ser um bocadinho mais saudável. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:27


14 comentários

Imagem de perfil

De Happy a 15.01.2019 às 17:35

Eu também me desliguei do facebook em novembro e estou tão mais descansada!!
Imagem de perfil

De nada acontece por acaso a 15.01.2019 às 22:43

É mesmo um descanso!
Imagem de perfil

De Olhar o Horizonte... a 16.01.2019 às 18:13

Curiosamente também gosto mais do blogue do que as denominadas redes sociais. Também considero ser saudável, pois aqui nós lemos; as letras são o predominante, e não as muitas fotos de pessoas a informar onde estão e o que estão a fazer...
Imagem de perfil

De nada acontece por acaso a 16.01.2019 às 21:19

É tão mais agradável :)
Imagem de perfil

De marta-omeucanto a 16.01.2019 às 18:14

Eu utilizo o facebook mais para partilhar textos do blog, estados de espírito, reflexões e, claro, alguns momentos especiais que vamos vivendo. Ao mesmo tempo, vou pesquisando informações para as minhas entrevistas, programas de TV, falando com uma ou outra amiga.
Fora isso, só mesmo o blog!
Imagem de perfil

De nada acontece por acaso a 16.01.2019 às 21:26

O que sinto mais falta são mesmo as informações gerais. Ali a informação está mais concentrada e tenho tido "preguiça" de consultar as páginas dos media de informação. Por exemplo ando tudo louco com uns desafios de 10yearchallenge e qualquer coisa de um ovo e eu não faço ideia de que estão a falar ou quais os objectivos. E estou muito feliz com isso.
Quanto aos textos do blog não tenho por hábito publicá-los no facebook, só o fiz duas vezes e com temas da actualidade que me tocaram particularmente: os incêndios no ano passado e o atentado em Paris.
Sem imagem de perfil

De P. P. a 16.01.2019 às 20:05

Eu ainda sinto falta do Instagram…
Felizmente, só deste.
Imagem de perfil

De nada acontece por acaso a 16.01.2019 às 21:32

Continua a ser um dos meu preferidos, mas já passo mais de um dia sem visitar.
Para já não vou deixar, já o facebook, só me falta decidir se fecho a conta ou não.
Imagem de perfil

De marina malheiro a 16.01.2019 às 20:36

Sem Facebook desde agosto. Não me faz falta nenhuma. Leio muito mais.
Imagem de perfil

De nada acontece por acaso a 16.01.2019 às 21:40

É surpreendente como consegui voltar às leituras com mais regularidade. Até defini um desafio de ler 12 livros este ano, coisa que era impossível há algum tempo atrás. No máximo lia três ou quatro.
Imagem de perfil

De Triptofano! a 16.01.2019 às 20:43

Há que ter peso conta e medida no uso das redes sociais e não nos tornarmos escravos delas. É verdade que cada vez mais pessoas tem no virtual parte ou totalidade do seu rendimento, e muitas vezes são as redes sociais que nos permitem acompanhar a vida de família e amigos de quem gostamos, mas temos que saber quando passa de um simples gosto para um vicio. Estar sempre a ver se há notificações, acordar durante a noite para verificar as redes e desligar do mundo real são sinais de que talvez se tenha que abrandar um pouco o ritmo!😘😘😘
Imagem de perfil

De nada acontece por acaso a 16.01.2019 às 21:38

Eu nunca cheguei a tanto, durante a noite não quero nem saber se há notificações ou não. O meu telemóvel até está definido na opção não incomodar das 22h às 07h00. Mas a verdade é que me sentia um bocadinho dependente das redes sociais. Já dava por mim durante o dia a olhar para o telemóvel só para espreitar se havia notificações ou alertas. Rendimentos, tenho zero das redes sociais.
Outra coisa que sinto falta é mesmo da família. As minhas irmãs não moram perto (uma delas está em Leiria) e sempre ia acompanhando as peripécias da sobrinha. Tenho de me obrigar a ligar, o que é uma coisa boa.
Imagem de perfil

De Maria Araújo a 16.01.2019 às 23:28

FB, vou lá apenas para contactar o Grupo de Leitura, logo, restringe-se a duas , três vezes por mês.
Instagram, gosto, vou diariamente, mas não sou dependente de nada.
Blog, sim, sou fã e não passo sem visitar alguns, mesmo que o tempo seja pouco.
Imagem de perfil

De Mãe Maria a 16.01.2019 às 23:43

retirei as notificações que recebia constantemente e, se nos primeiros dias estranhava,agora já não estranho tanto.É uma limpeza cerebral dos diabos.Também nos transportes recuso-me a ir de telemóvel na mão.Enfim, aos poucos tento libertar-me desta prisão virtual e agarrar-me aos livros,ao estudo e às pessoas acima de tudo. E sabe muito bem.

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Instagram


2019 Reading Challenge

2019 Reading Challenge
Cátia has read 0 books toward her goal of 12 books.
hide



Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D



Comentários recentes