Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Mínimos!!!

24.07.15

Ontem fui com os miúdos e o marido ver o filme dos Mínimos (gosto bem mais do nome no original - Minions). Saí do trabalho a horas relativamente decentes (20h20 para quem nos últimos tempos sai quase sempre por volta das 23h00 ou mais, são horas decentes) e com os bilhetes já comprados desde a hora do almoço fomos para o cinema, sem os miúdos sonharem ao que iam, para eles era uma ida ao centro comercial. Foi a loucura, nós graúdos adoramos e os miúdos também. O filme é mesmo, mesmo muito engraçado. As pequenas criaturas amarelas fizeram por completo as nossas delícias, fartamos-nos de rir com tanto disparate e tanta aventura. Recomendo! è daqueles filmes que irei comprar o original assim que sair em dvd e cheira-me que há-de ser uma bela prenda este Natal.

Desde que se soube que os minions iam ter filme que falamos que tínhamos de ir ver o dito, estava prometido, não fosse esta família completamente fã destas criaturas. Para não falhar, por este ou aquele motivo, fomos logo à estreia. Foi um serão e tanto! Para os miúdos foi uma também uma estreia numa ida ao cinema à noite.

minions.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:11

Sábado

07.06.15

Depois de um jantar de sexta-feira acompanhado com um gin de frutos vermelhos (dos maravilhosos que o meu marido faz) para abrir a refeição e algum vinho a acompanhar, levantar cedo no Sábado para ir correr, custou, mas se custou. O objectivo estava definido, portanto não podia falhar. Com esta loucura de horários, em que ando a sair por voltas das dez ou onze da noite quase todos os dias, mesmo entrando às 9h30 como sempre, não tenho conseguido acompanhar os treinos da semana do Correr na Cidade, portanto os treinos de fim-de-semana não posso falhar, se não lá se me vão as corridas. Gosto tanto de correr com esta malta! Gosto e faz-me falta quando não corro. Às 9h30 lá estava eu na loja Yellow Adventure que dava o mote para o treino de hoje nas Avenidas Novas, passando pelo estádio 1º de Maio e um parque que agora não me lembro o nome a terminando com o regresso pela Avenida Gago Coutinho até à Alameda (subidinha tramada no final até ao Areeiro). O calor foi mesmo o mais difícil de suportar, o sol estalava bem forte. Acabei por, com mais cinco elementos, encurtar o regresso, ao invés dos 10km previstos fiz apenas 7,43km. Sentir a cabeça quente com as orelhinhas quase em fogo é horrível. Esqueci-me de levar o boné, erro crasso, o que me dificultou o percurso. Bem me refresquei, água, muita água, bebi e deitei pela cabeça abaixo. Antes da partida um miminho, um top Reebok, todo catita, no final uns aperitivos bem saudáveis, frutos secos e fruta e água e chá bem frescos.

À tarde depois de tentar aliviar uma dor de cabeça tremenda que se instalou mesmo antes do almoço, fui com os meninos até ao Volvo Ocean Race que fica mesmo aqui ao pé de casa. Agarramos nas bicicletas e lá fomos nós. Sem ser extraordinário foi engraçado, embora cansativo. Muita gente, muitas actividades e alguns brindes. Ficamos a conhecer os barcos, os percursos e aprendemos umas quantas coisas sobre a vida dos velejadores e do que se faz uma regata desta imensa dimensão. O Manuel foi quem mais gostou da nossa tarde.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:49

A meio da tarde o puto liga-me e diz: "Mãe, tive 100% no teste de História!". Depois dos últimos dias em casa com a porcaria da alergia, regressar à escola e ter um nota destas. Orgulho de sua mãe!!! Este puto é um espectáculo. Só não tem melhores notas quando não quer.

Teste História.jpg

Chegar a casa e ter uma surpresa preparada pelas crianças: mesa posta com direita a velas e tudo. "Mãe, como tens andado um bocado mais cansada eu lembrei-me de te fazer uma surpresa", diz o puto quando me viu completamente embasbacada.

Bem sei que eles se estão a sentir da minha ausência, muitas horas a trabalhar, chegar a casa todos os dias já perto das onze da noite, mesmo sendo uma temporada, deixa mazela. Foi a forma que arranjaram de me chamar a atenção e pela positiva, ao invés dos disparates como outras vezes.

surpresa.jpg

Foram dois momentos altos que fizeram o melhor do meu dia! 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:19

Este fim-de-semana, por estes lados, trabalha-se, há Dias da Música em Belém. Como os miúdos estão comigo, levei-os não para trabalhar mas para assistir a alguns concertos. Mostrei-lhes quais eram as salas de espetáculos onde tinham de ir e dei-lhes carta verde para se movimentarem livremente, animação e entretenimento é o que não falta um pouco por todo o CCB. Com a vantagem de conhecerem muitos colegas meus e de quase todos os conhecerem também. Portaram-se como dois adultos, passearam, assistiram a quatro concertos, foram ver o mercado CCB e a cada intervalo vinham contar-me o que faziam, entusiasmadissimos. Estava eu muito mais preocupada se eles estariam bem, do que foi necessário. Que mãe galinha esta. Foi mesmo uma experiência diferente para eles e para mim.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:13

Esta semana chumbou mais uma vez a adopção de crianças por casais do mesmo sexo. Em pleno século XXI. É mais uma daquelas coisas que me deixam de queixo caído. Como é que é possível ainda haver tanta gente com mentes tão retrógradas, tão tacanhas? Tristeza imensa, tantas crianças que precisam de um lar, tanta gente disposta a dar-lhes um lar com dignidade, com amor, com tudo aquilo a que têm direito e a legislação portuguesa não permite baseada nas escolhas daqueles que se assumem homossexuais. Verdade seja dita que a legislação portuguesa atrapalha qualquer adopção, até ditas "normais". São anos e anos de espera, são consultas como um sem número de especialistas, outro sem número de exames de saúde física e psicológica, é o querer saber todos os detalhes da vida dos potenciais adoptantes até ao exagero.

São homossexuais, e então!? São por isso seres de outro planeta, seres esquisitos ou coisa que o valha? São seres inferiores? São menos capazes do que quer que seja na vida ou o mais importante, de amar incondicionalmente como se ama um filho? Não, não e não, caramba! São seres humanos como quaisquer outros, têm até provavelmente muito mais estaleca para as partidas que a vida prega a todos nós, pois neste País de mentes tacanhas é preciso coragem em dobro para enfrentar a adversidade, para se assumir perante uma sociedade condenatória à partida. No coração ninguém manda, não se escolhe que se ama, não se escolhe ser hetero ou homossexual, gosta-se, ama-se, seja qual for o credo, raça ou sexo.

Porque não podem dar uma vida feliz, em conjunto, a uma dessas tantas crianças potenciais de ser adoptadas? Se a adopção for monoparental, pode (e ainda bem que assim é, que também não temos de ser todos casados só porque sim), casal do mesmo sexo é que não.

Bando de palhaços é o que são os nossos governantes e aqueles que ditam as leis lá do alto de seu palanque!

Os mesmos palhaços que não criam leis em condições para defender aquelas crianças que por azar vêm ao mundo só porque sim, que andam uma infância inteira "ao Deus dará", que sofrem maus trautos e abusos inconfessáveis alguns.

Tristeza imensa, decepção total.   

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:47

Na passada quinta-feira fui com a Bárbara cortar o cabelo. Ela tem uma gadelha imensa, cabelo grosso e forte e com caracóis. A verdade é que eu (mãe incompetente nesta área), dona de um cabelo de rato que não tem ponta por onde se lhe pegue, mas que se tiver o cuidado de o esticar com o secador está bem, não sei como lidar (e por consequência ensiná-la) com aquela juba. Eu bem tento e por vezes estico em casa, mas o cabelo é tanto que o resultado final não é o melhor. Quando, à vezes, aplico espuma para definir melhor os caracóis, idem. Mãe e criança sofrem...

A cabeleireira ao meu pedido de corte mas sem cortar muito (mania esta das mulheres) logo me disse, que cortar em altura nem pensar senão a cada lavagem encolhia mais ainda e mais volume fazia. Solução apresentada: desbastar de fora para dentro. E o que ela cortou, fiquei impressionada, eram mechas imensas de cabelo a cair no chão. Cortou, cortou, cortou e quem olha nem percebe, fantástico o resultado final. Era mesmo disto que ela estava a precisar. Já anteriormente no cabeleireiro perto de casa, tinha pedido que lhe dessem um jeito ao cabelo para ajudar a manter aquela cabeleira imensa, mas infelizmente o resultado ficou a anos luz deste. De facto às vezes pagar um pouquinho mais, mas ter um profissional mais "a sério", compensa. Pela primeira vez um cabelo dito normal em vez de uma juba de leão.

Bárbara.jpg

 Miúda gira esta! :) Está tão crescida. Orgulho imenso.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:50

... para, quando me telefonou na hora de almoço, me dizer que não ia a uma aula (embora seja actividade extra), porque não lhe apetecia? Passou-se, só pode. Passou-se ele e passei-me eu, que é lá isto. Um fedelho de dez anos dizer que não vai a uma aula porque não lhe apetece. Era o que me faltava. Cheira-me tanta, mas tanto a conversa de outros coleguinhas...hummmm. Cheira-me a desafio para jogar à bola e borrifar-se na aula.

Foi ele que escolheu, das actividades extra que a escola oferece, as que queria frequentar. Logo assumiu um compromisso que tem de cumprir. Às quintas feiras em particular, até acho óptimo porque os tempos lectivos têm duas horas de intervalo ao almoço e esta actividade calha numa dessas horas. Fiquei mesmo zangada com ele e com aquela conversa tola. Ainda lhe disse que muitas vezes também não me apetece nada vir trabalhar, mas tenho de vir. Se eu não vier trabalhar não há dinheirinho em casa e então como fazemos? Ora então as responsabilidades são para cumprir, mesmo que às vezes não nos apeteça particularmente. E o que ele insistiu e continuou naquela ladainha: mas aquilo é uma seca, mas eu não vou, não quero etc. Também lhe disse que não se atrevesse a faltar, a ver vamos o que fez afinal. Não quero nem pensar. Espera-nos uma conversinha de pé de orelha, como dizia a minha avó, espera, espera, mais logo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:15

Ir buscar criança mais pequena à escola

Ir colocar gasolina no carro

Ir à secretaria da escola da criança mais velha tratar da segunda via do cartão (extraviado vá lá saber-se como…)

Apanhar a criança mais velha e almoçar em casa com eles

Ir ao hospital levantar a receita da ritalina que entretanto acabou, e a marcação da próxima consulta de pedopsiquitaria

Que correria… Na passada sexta-feira foi assim. Agora com os novos horários, à sexta sou eu que apanho as crianças nas escolas, se forem todas assim bem posso pedir socorro. :)

 

Conclusão: mãe faz milagres com o (pouco) tempo livre que tem

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:03

Glup...

18.09.14

A Bárbara na aula de francês, depois da professora a colocar numa carteira lá atrás, disse-lhe que não podia que tinha de ficar na frente. Perguntei-lhe eu: "e tu disseste porquê? Explicaste que não ouves e tens de ficar na frente por isso?" Como única resposta tive a minha filha lavada em lágrimas... e um "não, isso não disse" quase me surdina. O que aquilo me doeu na alma, não tem explicação. Fiquei com o meu coração do tamanho de uma ervilha. engoli em seco, glup... Eu que faço o tudo por tudo para que ela encare a sua surdez como uma coisa "banal", eu é assim que penso, a diferença está na cabeça das pessoas, no meu coração então não está mesmo. E ela tem este sentimento terrível de "vergonha" se assim se pode chamar ou de receio, que acho mesmo que até mais pelos outros. Infelizmente eu até entendo e bem, pois no passado temos já episódios muito infelizes de discriminação, mas confesso que pensei que ela tinha ultrapassado isso. Caramba, como as coisas más marcam e são sempre mais valorizadas que as outras.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:48

1º dia de aulas

15.09.14

Hoje foi o 1º dia de aulas à séria das minhas crianças. Novos horários implicam novas rotinas e levantar ainda mais cedo que nos anos anteriores. Confesso que me custou um bocadinho levantar, dormi mal (pior que o habitual, vá) com as dores nas pernas devido à corrida de ontem (diz o ditado que quem corre por gosto não cansa, por isso aguenta!) e por causa da chuva imensa que caiu durante a noite. Ainda pensei que seria pior o acordar hoje, mas também eu estava ansiosa com o regresso às aulas e acordei ainda antes do despertador, mas apetecia-me imenso ficar ali mais um bocadinho. Os meninos levantaram-se sem refilar, o que é raro. O Manuel estava tanto entusiasmado como nervoso com o regresso à escola e a este novo ciclo que se inicia. Está tão crescido este filho já no 5º ano. A Bárbara logo para começar tem um dia e tanto, só sai às 17h30, num dia bem preenchido. Agora os dois levam almoço de casa portanto mais uma coisa para preparar de manhã. Mas tudo correu bem e isso é que conta. Agora é mãos à obra e muito estudo pela frente.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:02


Mais sobre mim

foto do autor


bertrand


Instagram


2021 Reading Challenge

2021 Reading Challenge
Cátia has read 1 book toward her goal of 12 books.
hide




Arquivo

  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2022
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2021
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2020
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2019
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2018
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2017
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2016
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2015
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2014
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2013
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2012
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2011
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2010
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2009
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D



Comentários recentes