Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Dia dos Irmãos

31.05.17

Hoje é dia dos irmãos e se até há quase três anos este dia não me dizia nada, pois até lá vivi como filha única, hoje só posso dizer que bom é ter irmãs. Depois deste episódio e deste reencontro nunca mais nos largámos. Fazemos parte da vida uma das outras como se assim tivesse sido a vida inteira, mesmo com uma delas a viver longe agora, e com o corre corre dos dias, tentamos estar juntas quando dá.

As minhas manas são um espectáculo e ainda por cima giras a valer.

manas.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:08

Carpe Diem

31.05.17

Desde que vi o filme "O Clube dos Poetas Mortos", nos meus tempos de adolescente, que gosto de Walt Whitman. Hoje enquanto vagueava pelo Instagram vi esta publicação da @bertrandlivreiros. Não resisto a partilhá-la, é mesmo um dos mais  bonitos textos, adoro. 

Não deixes que termine o dia sem teres crescido um pouco,

sem teres sido feliz, sem teres aumentado os teus sonhos.
Não te deixes vencer pelo desalento.
Não permitas que alguém retire o direito de te expressares,
que é quase um dever.
Não abandones a ânsia de fazer da tua vida algo extraordinário.
Não deixes de acreditar que as palavras e a poesia podem mudar o mundo.
Aconteça o que acontecer a nossa essência ficará intacta.
Somos seres cheios de paixão.
A vida é deserto e oásis.
Derruba-nos, ensina-nos, converte-nos em protagonistas da nossa própria história.
Ainda que o vento sopre contra, a poderosa obra continua:
tu podes tocar uma estrofe.
Não deixes nunca de sonhar, porque os sonhos tornam o homem livre.
 
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:53

Baby boom

31.05.17

Parece-me que anda aí um baby boom e tanto. Para todo o lado, amigos, colegas, blogers que sigo, todos têm bebés ou estão de bebé. Parece epidemia.

No meio disto tenho um misto de sentimentos. Tenho saudades de ter um bebé, daquele cheiro inigualável, daqueles momentos únicos que só com um bebé acontecem. Claro que a maternidade tem muitos momentos muiiiiiito difíceis. Noites mal dormidas (a privação de sono é tramada), fraldas sem fim (como é possível criaturas tão pequeninas sujarem tanta fralda), cólicas (as malditas cólicas...) e tudo e tudo. Gostava muito de ter mais um filho, até porque o meu marido não tem (embora considere os meus como seus e os trate como tal), mas pesa contra os meus quase 42 anos, os filhos crescidos que já tenho, e acima de tudo não quero mesmo ser uma mãe velha, logo eu que fiz questão de ser mãe nova. Para a minha filha, com os seus quase 17 anos, seria um/a irfilho/a.

Quando junto isto tudo à minha falta de paciência rapidamente me passa a vontade. Tudo tem o seu tempo e o meu já lá vai. O meu contributo para a humanidade está feito.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:44

Ando com um nível de tolerância e paciência praticamente abaixo de zero. Ou seja nenhuma, nem eu me suporto. É mais forte que eu, não me consigo conter. Disparo para todos os lados à mínima coisa. Somado ao cansaço e consequente irritabilidade, ando impossível. Nem eu me suporto.

Eventuais causas: vá-se lá saber, ou melhor se calhar até sei, um acumular de situações que não matam mas moem. As muitas horas de trabalho diário (muito mais que o recomendável) e o nível constante de stress em essas horas se passam. A ajudar à festa a falta de sorte com as últimas três pessoas que passaram pelo gabinete onde trabalho, que se reflecte no todo que esse gabinete representa. Passo poucas horas úteis em casa e isso reflecte-se em toda a rotinas e vida familiar. Outro factor é sem dúvida o facto de quase nunca estar em casa ao mesmo tempo que o marido. Horários e folgas rotativas dão nisto, sendo que embora melhor agora os meses de Dezembro a Abril foram terríveis. Damos por nós a começar as conversas com - é verdade, ainda não te contei que...".

O ano lectivo dos miúdos também está a ser bem duro, um no sétimo ano, início de ciclo e as mudanças inerentes, e outro no décimo do ensino profissional, com uma carga horária upa upa puxadote. Tudo faz parte e os resultados não podiam ser melhores, mas a duras penas, fins-de-semana inteiros entre trabalhos e estudo.

Sinto-me esgotada, nos poucos momentos de sossego só me apetece "bezerrar" em frente à TV ou a ver séries ou filmes em atraso, ou por a leitura em dia.Mas depois sinto falta das actividades de exterior, é um ciclo vicioso. A perspectiva das férias não é a mais animadora, pois será mais um ano de desencontros com o marido, não chegaremos a ter 15 dias em comum. Ando esgotada ao ponto de querer dizer uma coisa e me faltarem as palavras, ou dizer coisas sem sentido quando sei o sentido do que quero dizer, sai disparate portanto. Esqueço-me mais de tudo e mais alguma coisa. E durmo pouco e mal.

É horrível esta sensação de não estar bem com nada mas também não se passar nada de especial. Tolice? Talvez. O cérebro prega-nos partidas, há que contrariar isto. Não é fácil.

Melhores dias virão, que isto não é tragédia e a vida é para ser vivida com tudo aquilo a que tenho direito.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:48

Gosto tanto, tanto desta música:

Ando a ouvir em modo repeat e não me canso. Gosto da música, gosto da letra e gosto de como tudo soa tão bem. A primeira vez que ouvi esta música foi por sugestão num post do às nove no meu blog. Primeiro estranhei e depois entranhei. O que mais me surpreendeu foi ser deste "piqueno" de quem a minha filha é tão fã. A idade e traz a maturidade, parece-me, lá está o título da música "Sign of the times". A continuar assim vai no bom caminho.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:50

Orgulho da mãe!

22.05.17

Quadro Mérito EPGE.jpg

Estou de peito inchado (quase a rebentar, vá) de orgulho pela minha filha linda e trabalhadora. Sem palavras ao ver reconhecido o seu esforço neste quadro de mérito.

Se tempos houve em que me questionei se a mudança para o ensino profissional ia ser uma boa opção, ao longo do ano as minhas dúvidas foram-se dissipando, com as excelentes notas que foi sempre tirando, e neste momento tenho mais que a certeza que foi a escolha acertada. Só pecou por tardia. Já no ano passado a professora do ensino especial sugeriu que a Bárbara mudasse de escola, seria mais fácil, mas eu com muito medo de mais uma mudança, mais pessoas novas e do que ela já sofreu a cada mudança - a maldade não tem mesmo limites - preferi arriscar a que fizesse o 10º ano na escola onde já estava. Foi um ano dificílimo, de muito e muito trabalho e muito pouco retorno. Infelizmente os professores foram os primeiros a colocar problemas onde não existiam e a não saber lidar com uma menina com necessidades educativas especiais. O trabalho que aquilo lhes dava e as chatices... fiz o que pude para contrariar a situação, tanto que ela conseguiu transitar para o 11º. Ainda assim não a quis sujeitar mais aquelas pessoas, aquele ambiente desconfortável, aquele frete que os professores faziam. Desde que está nesta nova escola, de que só tenho bem a dizer, dos professores aos funcionários aos colegas, a própria escola e a forma como vê e como trata os alunos, tudo em bom. Nesta escola os alunos trabalham que se fartam, têm uma carga horária pesada, mas se se aplicarem os resultados acontecem e a prova, no caso da minha filha, está neste quadro. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:03

Este foi um dia que vai, sem dúvida, ficar para a história deste nosso pequeno grande país.

Começando com a visita do Papa Francisco que não deixa ninguém indiferente, católico ou não. Tal como ouvi dizer algures, este Papa só por si é quase uma religião. As atitudes, a nova forma de fazer ver a igreja, a humildade, o sentido de justiça, etc., são razões para que muitos mesmo não sendo católicos sejam seguidores do Papa. E correu tudo bem. Confesso que estava algo receosa, com tanta coisa má a acontecer por essa Europa fora (já para não falar pelo mundo fora) e sendo um evento de carácter religioso, com um milhão de pessoas reunidas no mesmo local, que acontecesse algo ruim.

O Benfica ganhou o tetra, quer se goste quer não é também um facto marcante. Se foi bem ganho ou até merecido, isso são outros quinhentos. A realidade é que ganhou e é tetra campeão. Os festejos no marquês já são um clássico, desta comemoração e de outras, só tenho pena dos excessos e da estupidez humana. Pormenores à parte, e porque sou benfiquista: BENFIIIIICA!!!!

Ainda nestas comemorações gostei muito de ver aqueles milhares de pessoas a cantar em uníssono a música do Salvador Sobral, quando foi anunciado que Portugal ganhou o festival da Eurovisão. Incrível, Portugal ganhou a Eurovisão pela primeira vez na história do festival e do nosso País. Vimos um País inteiro unido, em frente aos televisores, ou não, mas torcendo entusiasticamente e vibrando a cada vez que se ouvia: Portugal, 12 points.

Que dia do camandro! - como diria o meu avô.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:32

Vi no blog da Elza um "cheirinho" das fotos do Brad Pitt em produção para a edição de Verão da GQ americana. Fiquei curiosa e fui ver e ler o artigo que dá origem às ditas fotos. As fotos são de cortar a respiração para quem como eu tem um hiper mega fraquinho por este senhor e o artigo revela-nos um homem que quer ser mais e melhor. 

Se há homens que envelhecem bem este é um deles. Envelhece muito bem até, qual vinho xpto que quanto mais anos melhor. 

A entrevistacompleta está aqui. É de ler sim senhora.

Brad-Pitt-GQ-Style-31.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:08

Em destaque!

01.05.17

E não é que o sapinho gostou d' Os meus Dias da Música em Belém 2017?

Obrigada pelo destaque, fico sempre contente quando vejo aqui este cantinho nos destaques do SapoBlogs!

Captura de ecrã 2017-05-01, às 11.51.24.png

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:56


Mais sobre mim

foto do autor


Instagram


2019 Reading Challenge

2019 Reading Challenge
Cátia has read 0 books toward her goal of 12 books.
hide



Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D



Comentários recentes