Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




...mas nos últimos dias o outono já vai dando os primeiros sinais. Ao final do dia no caminho para casa já há imensas folhas caídas das árvores, os finais de dia e manhãs já pedem um agasalho, mesmo quando durante o dia os termómetros ainda marcam quase 30º C. O cheiro das manhãs quando passeio o cão bem cedo, já é a outono, se é que alguém me entende. Para mim as estações do ano também têm cheiro. E os dias que já são tão mais pequenos, quando saio do trabalho num instante fica escuro. Este verão particularmente soube-me a pouco, venha o próximo, e tenha eu coragem para os meses que se aproximam.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:46

Diz o ditado é bem verdade (eu e a minha mania dos ditados populares, que me ficou da minha avó, que não se cansava de os usar). Escrevo desgraça entre aspas pois bem sei (e se sei) que há coisas bem piores, é um exagero meu, mas é o que me ocorre para descrever os kaputanços cá de casa. De casa e não só, adiante.

Começou com a máquina da roupa que avariou para aí a meio do inverno, e só no final da primavera pude substituir. Valeram as mães (minha e do marido), que a morarem tão pertinho, nos socorreram e onde lavamos a roupa à vez, ora numa ora na outra, para não custar tanto. Mais pareciam lavandarias de serviço.

Aliás, estou a mentir com a cena da máquina, que esta desventura começar, começou com o telemóvel do marido, mas que se substituiu com um que havia lá em casa, menos mal. Depois veio então a máquina da roupa. Pouco depois foi o meu telemóvel (snif...), no final das férias foi o palerma do carro e que lá continua. No fim-de-semana foi o estafermo do portátil com o disco avariado.

Se calhar já chega não? Já iamos parando por aqui que eu já não sei para onde me virar.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 23:27

Sem bateria

19.09.13

Diz que é normal, que os carros também ficam sem bateria. Foi o que aconteceu com o meu.

É verdade que já tem uns aninhos em cima (doze para ser mais precisa) e quase centena e meia de milhares de quilómetros em cima. Já andava a ameaçar há algum tempo, já por duas vezes tinha sido necessário empurra-lo para pegar, mas acabou por ir carregando e safou-se. Ora nas férias andou muito menos, fizemos os possíveis para gastar o menos possível (passo a redundância) e só andou quando estritamente necessário. Esteve uns dias parado e pronto, foi um ar que se lhe deu. Nem a empurrar a coisa lá foi desta vez. Depois ainda se conseguiu com cabos de bateria, ligá-lo a outro carro, mas foi sol de pouca dura. Em princípio tenho mesmo de substituir a dita.

Por agora vou continuar a andar a pé, quando puder logo se vê.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:52

Gato abusado

13.09.13

Aconteceu no passado fim de semana: uma pessoa leva trabalho para casa e é isto...

O gato Afonso resolve reivindicar a minha atenção e vai de marcar a sua posição. Nada mais, nada menos que em cima do trabalho. Fica a foto.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:22

Ando há que tempos a tirar horas das compensações ou dias de troca, para ir às reuniões das escolas dos miúdos, e só agora quando perguntei quantos dias ainda tenho para gozar, é que soube que desde 2009 temos por lei direito a 4 horas de ausência ao trabalho, por trimestre e por educando, para comparecer às ditas reuniões. Fantástico...eu faço cada coisa... Diz o ditado e é bem verdade: "Quem não sabe é como quem não vê".

Em abono da verdade se diga que quando a coisa não é demorada a minha chefe nem justificação me pede, mas com a representação dos encarregados de educação a coisa é diferente. Cada reunião demora no mínimo 1h30 a 2h, mais assuntos a tratar com o director de turma entre outras coisas, eu acabo para não pedir uso as trocas. Tótó!!!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:14

A minha amiga Vanessa já me tinha falado nisto nos dois últimos anos, mas eu sempre meio pé atrás com o tema livros usados, entre o desconhecimento de causa e o achar que para uma filha com necessidades educativas especiais é melhor ter manuais novos, lá fui fazendo um esforço e comprei os livros.

Este ano, as coisas infelizmente estão como eu nunca me imaginei um dia, a crise afinal é geral o mais do que nunca o tema foi abordado até nos telejornais, e eu corri atrás também.

Valha-nos a net onde pesquisei onde e como fazer aqui na área das escolas dos miúdos, e com a colaboração do marido que correu atrás, lá fomos aos vários bancos. Foi com agradável surpresa que logo na primeira volta e recorrendo a três locais distintos, conseguimos arranjar quase todos os livros. Faltam dois para a Bárbara (8º ano) e um para o Manuel (4º ano), e há ainda a probabilidade de ainda os conseguir. Mesmo que não consiga, comprar estes não é nem de perto nem de longe como comprar todos, onde iria gastar aproximadamente € 255,00. Para quem compra, das várias pesquisas que fiz, a Livraria Bertrand era onde ficavam mais baratos, com a oferta de 12% de desconto imediato nas compras on-line (neste momento o desconto é de 10%), onde ficariam em €228,00 + portes.

Pontos também para a associação de pais da escola da Bárbara que recomenda e indica onde também, uma das várias opções para os bancos de livros escolares (http://reutilizar.org/).

Dos livros que consegui um era completamente a estrear, nos outros uns melhores que outros, claro, afinal estamos a falar de livros usados, e os cadernos de actividades na sua maioria praticamente novos, muito pouco usados e pouco ou nada escritos. Os livros que fui guardando ao longo dos anos, sempre na esperança de conseguir aproveitar para o mais novo, sem sucesso (parece que quatro anos são uma nova era) entreguei-os para que outros meninos os possam utilizar também. Como nota, não é preciso entregar livros para puder levantar outros, os bancos são completamente gratuitos, e quem não tem também pode usufruir.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:00

Durante as férias ligou a técnica Graça a marcar a 1ª activação do implante coclear, que deveria acontecer passado pelo menos um mês da cirurgia, portanto na semana de 26 de Agosto, para dia 19 de Setembro. Fiquei preocupada, relembrei que o início das aulas está previsto para 13 ou 16 e que assim vai estar tudo na mesma e ainda por cima vai acontecer já no decorrer das aulas, o que numa fase de adaptação e aprendizagem para ouvir outra vez, não me pareceu nada boa ideia. Também entendo o que a Graça me explicou, que lá no hospital ainda haveria pessoas de férias, que é importante estar a equipa completa, que não queria precipitar as coisas, etc. (aliás se há coisa que a Graça é, é cautelosa e ponderada). Lá me conformei, o que tem de ser tem muita força, e se era o melhor para a Bárbara, então que assim fosse.

Foi com imensa surpresa que no domingo dia 1, já bem perto das dez da noite, recebi um novo telefonema da Graça a antecipar a 1ª activação para a terça feira seguinte, dia 3, logo dali a dois dias. Tinha ficado a pensar na Bárbara e também concordou que era mais benéfica a activação acontecer antes das aulas começarem, mesmo não estando um dos elementos da equipa dela nem a terapeuta da fala. "Vamos adiantando serviço", e eu pensei cá para mim, afinal eu estava certa. Boa!

Lá fomos na terça logo às 09h30 e a Bárbara ficou de imediato entregue aos cuidados da Graça. Depois de uma manhã inteira (saímos de lá era 14h00), que foi de descoberta e aprendizagem até para nós pais, as coisas não podiam ter corrido melhor. Foi um sucesso e a Bárbara portou-se melhor, reagiu melhor e colaborou mais que muitos adultos. Tanto que ela nos mandou para casa com um novo programa para activar uma semana depois e assim só voltamos dia 19 para um 3º ajuste. Os eléctrodos estão todos ok, o que não aconteceu no teste realizado na cirurgia em que 4 não funcionavam devido à bolsa de ar que se formou dentro da coclea. Foi outra muito boa noticia.

A expressão da minha filha, de felicidade, de encantamento, de surpresa por voltar a ouvir do ouvido que já não ouvia há tanto tempo, não tem "preço", não consigo sequer descrever. Foi maravilhoso. E se assim é com a 1ª activação, mal posso esperar pelo que la vem quando estiver a funcionar em pleno.

Mesmo com os sons ainda longe da realidade, já os consegue ouvir, abençoada evolução da medicina e da tecnologia ao serviço da mesma.

À saída trouxemos um malão gigante com uma parafernália imensa de acessórios que são o que o implante necessita para receber a informação, mais um sem fim de recomendações, mais um rol de relatórios para a escola, para o médico de família e para a natação e informação sobre as circunstâncias em que vive um implantado. Por exemplo, as ressonâncias magnéticas no futuro só podem ser realizadas até um máximo de 1,5 teslas (o que quer que seja que isto significa) e com protecção; pode interferir nos detectores de alarme à saída das lojas; não pode passar nos detectores dos aeroportos, tribunais e afins; não pode andar de avião sem o conhecimento do hospital (a Graça disse em jeito de brincadeira, que agora tem de lhe prestar sempre contas do que faz); entre outras tantas que agora nem me lembro. A somar, os mil cuidados necessários ao bom funcionamento do implante, do processador e tudo o resto.

De hoje em diante a minha filha tem de trazer sempre consigo a identificação, devidamente autenticada pelo hospital, de que é uma implantada. Sim, a minha filha é uma implantada!! E como isso vai fazer toda a diferença para a sua qualidade de vida futura :).

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:22

Com tanta coisa a acontecer, nesta minha vida sempre a correr, esta minha pouca vontade, esta pouca disposição que me assola tantas vezes, tipo quero é sopas e descanso, ainda me vou esquecer de escrever sobre tudo o que quero para mais tarde recordar.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:50


Mais sobre mim

foto do autor


Instagram


2019 Reading Challenge

2019 Reading Challenge
Cátia has read 0 books toward her goal of 12 books.
hide



Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D



Comentários recentes