Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Verdade

23.08.10

 

Tirado daqui.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:27

Tilt

17.08.10

Que já não ando a jogar com o baralho todo, eu já sabia. Ando a fazer tilt, como costumo dizer. Mas quando o cardiologista na consulta de hoje me diz que tenho de fazer um exame ao coração que se chama tilt teste, acho que não há mais a dizer... contra factos não há argumentos. Ainda me deu para rir, também só pode, abaixo já fui mesmo. Para já a tensão continua baixa, não há sal nem cafeína que me valham, mas já me sinto com um bocadinho mais de força, já é bom. E pronto na próxima 2ª feira lá vou fazer o dito teste, fazer tilt...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:38

Leituras

12.08.10

Pois que no meio de tanto repouso, entre os dias no hospital e estes em casa, três livros já lá vão e já iniciei o mais um. Nem me passaria nunca pela cabeça quando na semana passada andei a espreitar as feiras do livros das grandes superfícies comerciais, que até tinham preços muito bons, e onde acabei por comprar alguns livros, que lhes ia pegar tão depressa. Ele há de facto coincidências. Também já consegui ver um filme que há algum tempo por aqui andava, mas a leitura leva de facto a melhor, adoro livros. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 22:49

Em repouso

11.08.10

Aqui estou em repouso, como mandou a médica lá no hospital. Confesso que só me apetecia mesmo era ir aproveitar este calor, poder sair, passear, fazer qualquer coisa, eu que tenho fama de bicho irrequieto, estou que nem posso, mas a verdade é que durante a manhã entre o duche e depilação e fazer coisas banais de casa, não me senti grande coisa, ainda por cima estou com uma valente dor de costas que até me dói a respirar (está bonito isto, está - é o  PDI). Tenho mesmo de ficar sossegadita, essa é que é essa. O pessoal do trabalho veio visitar-me na hora de almoço, soube bem jogar um bocadinho de conversa fora, e estar com aquelas pessoas que afinal fazem parte do meu dia-a-dia profissional há tantos anos. Aproveitando logo os serviços do técnico de informática, ao domicílio, para dar aqui um olhinho no computador. Os amigos foram ligando durante o dia o que também ajuda a passar o tempo. E por falar em tempo, deu para tudo, ver um filme, dormir, ler, blogar, etc..

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 19:28

Estava eu na 6ª feira, num jantareco muito simpático em boa companhia, no sushi de carcavelos, que me estava a saber pela vida (sushi é talvez das minhas comidas preferidas), conversa boa, calorzinho e noite muito agradáveis, com a perspectiva de um fim-de-semana animado pela frente, quando começo a sentir tonturas, mal estar as vozes ao longe. Bem, pensei, lá vem mais uma quebra de tensão (o que em mim é do mais frequente que pode haver, familiares, amigos e colegas já estão habituados), pedi uma água com açúcar, baixei a cabeça à altura dos joelhos, e nada. Pedi outra água com açúcar, mantive a posição e nada. Já me estava a passar. Vieram o empregado e gerente do restaurante muito preocupados - se for preciso chama-se uma ambulância. Qual quê digo eu, isto é frequente, já passa - mas a verdade é que não passou e acabei mesmo de ambulância no Hospital de Cascais. Foi horrível a sensação de não conseguir controlar a quebra de tensão, as pessoas a falarem comigo e eu sem perceber porque não passava, até me render às evidências tive mesmo de ir para o hospital. E lá estive até hoje 3ª feira, cinco dias, 24 horas no S.O., exames e análises e holter e ecocardiograma e ECG e sei lá mais o quê. A hipotensão nunca melhorou, o ritmo cardíaco sim, e os diagnósticos: Lipotímia Neurogénica (crise vaso vagal) e carência marcial. O que quer que isto seja, o resultado é repouso, muito repouso, beber cafezinhos à vontade e comidinha bem temperada. Consulta de cardiologia dia 9 de Setembro é para dar seguimento ao problema e se voltar a acontecer ir logo de novo para o hospital onde já estou referenciada. A ver vamos. As tonturas ainda tenho confesso, é só tentar fazer qualquer coisa. Por isso por agora vou cumprir e descansar mesmo. Aproveitar que os meninos estão de férias com o pai, sempre o descanso é melhor.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:09

Fiartil

06.08.10

Gosto muito de artesanato e de feiras de artesanato. As que me estão mais próximas, faço por não perder. No início de Julho fui à FIA (há que manter a tradição, embora o pavilhão nacional tenha de facto sido o que realmente valeu a pena, de resto eh...não gostei por aí além) e hoje fui à Feira de Artesanato do Estoril, gostei. Melhor do que no ano passado. Quase tudo nacional e bom, ou até muito bom. Com a vantagem de os expositores mudarem ao longo do decorrer da feira. É até dia 29 deste mês, a ver se ainda consigo voltar. Não sei se é da crise ou não, a verdade é que em relação ao ano passado acho que no geral os preços estavam mais em conta. Vi artesanato muito engraçado, embora algumas coisas fossem um bocadinho, mais do mesmo. Feirei umas coisinhas muito giras, por sinal, com preços muito simpáticos. Mais pudesse e mais teria comprado, valia de facto a pena.   

 

Umas pulseiras para mim e para os meninos (uma gracinha para usarmos igual);

 

 

um marcador de livros original, com uma frase fantástica e tão verdade  

  

acessórios, vulgo coisas de gaja (não podiam faltar, claro);

 

para finalizar um almofariz e uma colher de pau (boa para quando me zangar com alguém). Com muita pena, lá deixei ficar um chapéu lindo de morrer entre mais uns quantos brincos, pulseiras e assins. Teve de ser. Deu ainda para comprar uma lembrança para uma amiga e um queijinho tradicional (ah, o pecado da gula).

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:45

Tatuagens

01.08.10

 

A bem da verdade eu gosto mesmo muito de tatuagens. Muito mesmo. E para mim têm sentido, não estão cá só porque sim.

 

"O desenho da flor de cerejeira tem seu significado no Bushido, o código do samurai, leva a flor de cereja como seu emblema. O florescer da árvore de cereja é a mais pura manifestação de beleza na cultura japonesa, entretanto a flor enfraquece rapidamente e é espalhada pelo vento. A flor de cerejeira é uma lembrança de que a vida é passageira, e por isto, temos que viver o presente e apreciar todo momento se despertando, pois estes podem ser os nossos últimos momentos".

 

Este é um significado que para mim faz todo o sentido, tal como o da flor de lótus. Esta, que já estava planeada à algum tempo, foi feita hoje,

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:17


Mais sobre mim

foto do autor


Instagram


2019 Reading Challenge

2019 Reading Challenge
Cátia has read 0 books toward her goal of 12 books.
hide



Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D



Comentários recentes