Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Depois do dia difícil que foi o anterior, a noite não foi nada fácil também. As tonturas e dores de cabeça continuaram terríveis, continuou sem se conseguir por de pé, não foi sequer capaz de ir ao wc quando precisou, e depois o resto da noite nem ela nem eu dormimos grandemente. Durante o dia os vómitos, as náuseas as dores de cabeça e as tonturas não pararam. Nada ficava no estômago, nem o chá que lhe davam para a tentar hidratar e só a meio da tarde conseguiu levantar-se, sempre com muito cuidado e muito devagar. A primeira coisa que conseguiu manter no estômago foi um gelado que a enfermeira Lara pediu para ela, já durante a tarde, mas foi sol de pouca dura, pois à hora do jantar as três colheres de sopa que entraram fizeram sair tudo outra vez. Depois da cirurgia a dieta era suposto ser líquida uma vez que não se pode mastigar, mas no caso era mesmo nada, porque nada ficava, mesmo a fazer medicação para contrariar isto. No dia seguinte, domingo, a medicação foi alterada e colocaram-na a soro, pois havia o risco de desidratação. No hospital o último dia em que vomitou foi segunda feira ao pequeno-almoço, e na terça ao fim da manhã vimos a luz ao fundo do túnel, o médico disse que se assim continuasse, na quarta a meio da tarde poderia ter alta. Como não há bela sem senão, ao fim do dia fez uma reacção alérgica terrível, a um dos medicamento para os vómitos, com uma comichão tremenda acompanhada por espasmos, uma cena que me perturbou bastante assim como à Barbara que só dizia: "mas o que é isto agora? Estraguei tudo, já não vamos embora amanhã". Valeu o querido enfermeiro André que não saiu de ao pé da Bárbara até tudo voltar ao normal. Minha querida filha, estava desejosa (estavamos as duas) de vir para casa. Felizmente nada se alterou e na quarta-feira às 16H45 tivemos ordem de soltura finalmente. A acompanharnos uma parafernália de medicamentos e a indicação de voltarmos logo na sexta para fazer o penso e ele ver a evolução. Já em casa vi a coisa mal parada, pois nesse dia desde que chegou até à noite voltou a vomitar o que a mim me parecia até as entranhas. Foi da viagem de carro, explicou depois o médico.

Foi uma semana que parecia não ter fim, foram dias muito complicados, cansativos, eu sentia-me à beira de colapsar, tal era o cansaço, com muitos nervos à mistura, sem puder fazer nada para que a Bárbara não passasse por isto, mas ainda assim não foi nada se comparado com o sofrimento e tudo o que ela passou, afinal eu ali era a espectadora, era o colo, era o porto de abrigo. As noites no cadeirão (que não era assim muito confortável) eram passadas com sentido de alerta total, as manhãs começavam bem cedo (antes das sete já tudo girava) logo o descanso era pouco, levantava-me sempre dorida e com o corpo moído. Ela foi uma valente, mais uma vez em tudo foi uma doente exemplar, sempre conformada, consciente que o objectivo a atingir vale o sacrifício. À saída até a carinha era outra.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:33



Mais sobre mim

foto do autor


bertrand


Instagram


2021 Reading Challenge

2021 Reading Challenge
Cátia has read 1 book toward her goal of 12 books.
hide




Arquivo

  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2022
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2021
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2020
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2019
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2018
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2017
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2016
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2015
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2014
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2013
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2012
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2011
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2010
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2009
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D



Comentários recentes