Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




13 anos de ti

17.07.13

Sô dona Babucha faz hoje 13 anos. 13!!! Visto assim por escrito até me arrepia, como é possível, já 13 aninhos, assim de repente, como quem não quer a coisa. Está uma crescida esta filha! E quase do meu tamanho.

Não têm sido treze anos nada fáceis, muito pelo contrário, tudo na tua vida representa uma nova batalha a vencer, uma nova etapa a ultrapassar, mas em contrapartida têm sido treze anos intensos de muitas vitórias que vamos conseguindo juntas. Gostava muito que fosse tudo tão mais fácil, mas não é, nós somos umas lutadoras, aliás, tu muito mais do que eu.

Não tens um feitio fácil (a quem é que tu sairás? assim de repente não me ocorre nada... {#emotions_dlg.happy} és tal e qual a tua mãezinha!), se calhar por isso mesmo chocamos tantas vezes. A idade da palermice também ajuda, mas em contrapartida és um doce de menina, às vezes tão ingénua, culpa minha talvez, que se pudesse te mantinha dentro de uma bolha só para mim, onde nada de mal te pudesse acontecer, outras tão travessa. Menina introvertida, menina tão medrosa, tão pouco confiante nas suas capacidades (e se as tem como todos os outros meninos, é só querer). Tantas vezes se perde deslumbrada achando que todas as outras meninas são tão bonitas, plenamente consciente que é um bocadinho diferente delas, duvidando de si mesma. Tola, és linda filha minha, e bem sabes que te defendo com unhas e dentes se alguém diz o contrário. Tens pelo mano um amor imenso, mas não hesitas em torrar-lhe a paciência, parecem o gato e o rato. Acho que é assim o amor de irmãos.

Gosto de ti! Gosto de ti porque sim, gosto de ti daqui até à lua. Às vezes acho que falho a demonstrar esse sentimento nesta nossa vida tão corrida, mas não duvides nunca.

Contigo senti pela primeira vez o coração bater fora do peito, há 13 anos atrás quando em pleno trabalho de parto, bebé frágil que eras, ao entrares em sofrimento e tudo foi um reboliço que acabou em cesariana. Recordo aquele dia ao pormenor como se tivesse sido ontem, impossível não recordar, és a minha primeira filha, o meu amor maior.

Parabéns filha!!!  Treze anos, que idade linda a tua.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:09



Mais sobre mim

foto do autor


bertrand


Instagram


2021 Reading Challenge

2021 Reading Challenge
Cátia has read 1 book toward her goal of 12 books.
hide




Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D



Comentários recentes